A teimosia literária de Doctor Who – Resenha seis: Mortalha da Lamentação ( Shroud of Sorrow)

Primeiramente, perdão por não ter aparecido no domingo que passou. Muitas ideias querendo passagem para meus contos.

Segundo, essa definitivamente será a última semana de Doctor Who no blog As teimosias de uma dama. Contando as três resenhas de Quando cair o verão, as duas de 12 Doutores, 12 Histórias, a atual, Mortalha da Lamentação e a próxima, Shada, serão sete escritas nessas cinco semanas. Eu sei que não é a maneira ideal de causar boa impressão para um blog, mas não é sempre que consigo escrever resenhas. A inspiração tem que ser tão boa quanto nos contos.

Por último e mais importante: allons-y! Para o livro…

Tommy Donbavand decididamente criou o que eu considero um dos vilões mais emblemáticos de Doctor Who dos últimos tempos: As Mortalhas. Certo, por que dizer isso antes de qualquer coisa? Leitores, pensem nisso: imagine um rosto se formando em algum lugar “maleável” e falando diretamente com você dentro da sua mente. E extraindo as piores partes possíveis da sua existência com a intenção de te devorar até a última consequência. Imagine que a coisa pode evoluir a ponto de parecer quase humana. Apenas tente visualizar a imagem formada. Assustador? Pois sim, é MUITO.

O Doutor, nesse caso, conta com a ajuda de Clara, sua companion atual, Mae, uma jornalista que perdeu a avó recentemente e por pouco não foi vítima das mortalhas e Warren Skeet, um agente do FBI que reluta aquele tantinho em ajudar, mas que no fim acaba sendo um colaborador dos mais preciosos. E um pouco com a colaboração de um militar que tem de tirar o chefe mala do caminho. Juntem esses quatro no dia seguinte ao assassinato do presidente John Kennedy e somem com um planeta triste e chocado por um crime tão brutal. A equação não podia ter um resultado mais horrendo: As Mortalhas atacam com força total!

O autor consegue a façanha, de com uma premissa relativamente simples, criar uma enredada e sinistra trama que na TV poderia render um arco daqueles bombásticos. Imagine ter que passar vários capítulos sem ter ideia do que você está enfrentando? Só para piorar, imagine-se no lugar do Doutor, que tem de enfrentar um luto imensamente grande por tudo o que perdeu e ele ainda vai perder. Contagem regressiva para pirar? Pois ela seria bem possível se o timelord mais famoso da Terra não tivesse uma enorme força interior para achar um jeito de enfrentar tais coisas. Confesso que esse livro me deixou admirada nesse ponto. Deus sabe como ele teve de enfrentar tanta coisa e ainda conseguir ficar em pé para continuar amando nosso malcuidado, e muitas vezes mal habitado, planeta.

Donbavand, outrora Palhaço Bundamole (parece piada, mas não é, ele foi mesmo palhaço), consegue reproduzir um bocado a atmosfera da série e mais que isso, surpreende a gente criando consequências para o ataque das criaturas malditas. (Eu pelo menos não tinha isso em mente enquanto lia.) Consequências essas que eu duvido que algum de nós iria querer ver. Se lendo eu já me senti doida de medo, imagina vendo isso em pessoa? Considerando o que vemos hoje em termos de situação, nosso planeta viraria uma terra de ninguém digna de filme pós-apocalíptico multiplicado por cem.

E o desfecho, ah o desfecho. Após uma série de bonitos momentos com palhaços tentando reconstruir seu mundo e tentando ajudar o nosso (um deles com o Warren), fazemos aquela cara de: isso é mesmo sério? Não é no mau sentido, mas… Bem, aqui eu já estou querendo dar spoiler.

Afinal de contas, Lady, você recomendaria esse livro? Para quem é fã de Doctor Who e gosta de uns vilões muito legais, sim.

Até a próxima. Tenho de correr. Há uma palavra que preciso desvendar: Shada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s